terça-feira, 27 de novembro de 2012

Hoje, em BH, serão exibidos 2 filmes de temática lésbica e 1 sobre transexualidade na II Mostra de Cinema Espanhol e Latinoamericano

Loading



Como sabem, acontece em BH a II Mostra de Cinema Espanhol e Latinoamericano. São 50 filmes, incluindo curta-metragens, em mais de 100 sessões. O local de exibição é o Usiminas Belas Artes. A entrada é franca e ainda haverá palestras, concerto, exposição e um concurso cultural de crítica cinematográfica.

Hoje destacamos os filmes “Guerriller@s, Costa Brava e 80 Egunean” que serão exibidos na temática “Gay Espanhol – Universo Lésbico. Abaixo, mais informações e horários de exibição desses filmes hoje. Clique aqui para saber a programação completa.

LATINO 2012 – II Mostra de Cinema Espanhol e Latino-americano
Data: 23 a 29 de novembro
Local: Usiminas Belas Artes – Rua Gonçalves Dias, 1581 – Lourdes
Entrada franca, vagas limitadas. Os filmes serão legendados em português. Haverá distribuição de ingressos 30 minutos antes de cada sessão.

Sala 02 às 14h  - filme Guerriller@s (2010, Espanha - direção: Montse Pujantell) : Guerrilher@s é uma reflexão sobre a identidade de gênero, uma aproximação à construção genérica e suas "estratégias de controle" a partir de um grupo de militantes bastante heterogêneos lutando por transexuais e transgêneros. Esta reflexão é fortemente influenciada pelas contribuições teóricas feitas há anos pelas principais teorias lésbicas, entre as quais as de Judith Halberstam, Judith Butler, Eve K. Sedwig, Angela Davis, Monique Wittig.


Sala 03 às 16h filme Costa Brava” (1995, España - direção: Marta Balletbó-Coll): Uma garota guia turística de Barcelona, e uma engenheira sísmica, criada em Bostón, buscam juntas a felicidade. Esta historia de amor é a notável opera prima de Marta Balletbo Coll, autora da multi premiada Sevigne. Ganhadora do Premio do Público nos festivais de Los Angeles e San Reno.


Sala 03 às 21h filme 80 Egunean (2010, Espanha direção Jon Garaño e José Mari Goenaga): Axun é  uma mulher de 70 anos  que vai ao hospital para cuidar do ex-marido de sua filha. Sua surpresa é enorme quando percebe que a mulher que cuida do paciente ao lado é Maite, grande amiga de adolescência. Logo estarão cientes de que a química entre elas ainda continua intacta, como há 50 anos. As duas se divertem e aproveitam o reencontro até que Axun descobre que Maite é lesbica. Axun terá que lidar com os seus sentimentos enfrentados: A quem eu ouço? Ao coração ou à razão?