quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Filme sobre Laerte, cartunista e crossdresser, é premiado e percorre festivais do Brasil

Loading



O curta-metragem “Vestido de Laerte”, mistura de documentário e ficção com o cartunista  e crossdresser (vestiver-se como o sexo oposto) está na programação do 20º Festival MixBrasil da Diversidade Sexual, que acontece em São Paulo e e Rio de Janeiro em novembro.

O curta, que tem direção de Claudia Priscila e Pedro Marques, foi exibido no Festival Internacional de Curtas de São Paulo, realizado em agosto, e no 45º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, no qual recebeu os prêmios de “melhor filme” e “melhor direção de arte” na categoria “curta-metragem de ficção”.

O desenhista, que já trabalhou em vários importantes jornais do país desde a década de setenta, é um crossdresser conhecido e respeitado por levantar questões sobre igualdade. Em janeiro deste ano, Laerte foi proibido de usar o banheiro feminino em um restaurante de São Paulo mesmo estando vestido com roupas femininas. Prática que ele realiza há 3 anos. O cartunista chegou a acionar a justiça por motivo de discriminação. Esse fatídico episódio é referência para a historia do curta, que traz, justamente, Laerte em busca de um certificado para usar o banheiro público.