domingo, 9 de setembro de 2012

Jornal de Pernambuco divulgou anúncio preconceituoso de organização religiosa local

Loading


Nestes últimos dias os leitores de um jornal do estado do Pernambuco se depararam com um anúncio, no mínimo, agressivamente preconceituoso. Trata-se da imagem acima, uma espécie de “campanha” do movimento religioso conservador local intitulado “Fórum Pernambucano Permanente Pró-Vida (FPP-PV), que engloba diversas entidades “que defendem a vida e a família critã”.

No anúncio, como podem ver, eles se posicionam em relação ao “Pernambuco não te Quer”: pedofilia, prostituição, exploração sexual de menores e... homossexualismo. Isso mesmo! Os jornal que publicou o anúncio foi o "Folha de Pernambuco”.

O jornal Folha de Pernambuco ser retratou sobre (para que se retratar depois de publicar um anúncio pago?): “Erramos! Pedimos desculpas e garantimos que tal episódio não se repetirá....o seu conteúdo de forma alguma reflete a opinião do Jornal....”.

A Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) enviou um ofício ao Ministério Público Federal solicitando direito de resposta. O Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) está investigando o anúncio, após ação formalizada pela ONG Leões do Norte.


O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) divulgou uma nota de repúdio contra anúncio da organização Pró-Vida Pernambuco que equipara a homossexualidade a pedofilia e prostituição. Na nota, consta:Nossa assessoria jurídica está avaliando se há como Interpelar o jornal judicialmente... Também prestou um desserviço à comunidade a Folha de Pernambuco, que colocou as questões comerciais acima dos direitos fundamentais da população, desconsiderando por completo o Código de Ética dos Jornalistas”.

Em notícia divulgada no site do FPP-PV – que aliás, tem diversas notícias exaltando questões cidadãs desfavoráveis aos homossexuais – há uma “explicação” sobre o anúncio do jornal, que faz parte de uma Campanha:  “Tem como objetivo debater, difundir e informar ao público em geral conceitos cristãos relativos aos temas propostos, inclusive através do exercício do contraditório..  neste sentido, reafirmamos o caráter conceitual da abordagem que esta em linha com os preceitos constitucionais de liberdade de expresão, opinião, pensamento, culto e religião, ao tempo em que, repudiamos as agressões, ameaças e intimidações que o FPP-PV tem recebido pelo simples fato de exercer o direito ao contraditório”.

Lamentável! Lamentável!