terça-feira, 7 de agosto de 2012

Pesquisa revela maior aceitação no Brasil do casamento homossexual e adoção por casais do mesmo sexo

Loading


(Via O Tempo On Line) Pessoas do mesmo sexo que pretendem se casar no civil estão recebendo mais apoio da sociedade brasileira. Pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), divulgada recentemente, mostra que, em 2011, 38% dos entrevistados se declaravam a favor da união civil entre casais do mesmo sexo. Neste ano, o número subiu para 50%.

Para Toni Reis, presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), esse crescimento foi possível por uma série de fatores. O primeiro deles diz respeito ao entendimento das pessoas sobre aquilo que é verdadeiramente defendido por quem deseja oficializar a união homossexual.

"A maioria tem percebido que queremos direitos civis. Não queremos destruir a família de ninguém. O fato de pessoas do mesmo sexo terem direito de casar não vai obrigar ninguém a fazer o mesmo", diz ele.

A instrução e a descoberta de homossexuais próximos às pessoas, de acordo com Reis, também contribuem para que este quadro se estabeleça favorável à causa... Na opinião de Clésio Andrade, presidente da CNT, os meios de comunicação e as discussões sobre a homofobia contribuem para a mudança da mentalidade do brasileiro sobre o assunto.

(...)

A pesquisa revela ainda que o número de pessoas que apoiam a adoção de crianças por casais do mesmo sexo também aumentou. No ano passado, 40% delas se declaravam a favor. Neste ano, já são 54,3%.

"A adoção está muito presente na sociedade. As pessoas consideram este um gesto simpático e acham importante que as crianças sejam acolhidas. Por que não por homossexuais?", diz Clésio Andrade, presidente da CNT.

A pesquisa da CNT foi realizada em julho deste ano, em cinco regiões do Brasil e 134 municípios. Foram realizadas 2.000 entrevistas.