sexta-feira, 8 de junho de 2012

Valeksa Popozuda lançará funk gay e promove concurso para dançarina trans

Loading


Bee! A funkeira Valeska Popozuda está de olho no público gay (ou o público gay que está de olho nela?). Prova disso, são as duas novidades envolvendo a polêmica funkeira:

A primeira, trata-se de um concurso promovido por ela para escolher uma dançarina Trans para compor o badalado grupo “Gaiola das Popozudas”. Até o momento, já constam 3000 mil participantes. Mas as inscrições não estão encerradas, como podem ver na imagem acima. Ou seja, se lhe interessa... participe e depois conta pra gente! ;)

A segunda, é um funk gay – de autoria de Rubinho, Mag e Pardal – que ela cantará com a participação de David Brazil. O lançamento da música será no próximo domingo, 10 de junho, durante a Parada Gay de São Paulo.  Sobre a música ela declarou: “A inspiração da música surgiu baseada nos assuntos e experiências de amigos gays em diversas baladas que eles participam. Criei a música porque os gays me acompanham e estão sempre comigo. Eles mereciam uma atenção especial”. Abaixo, você pode ler a letra completa:


“Vem meu bem não tem ninguém

Apaga a luz relaxa e vem
Suei, beijei, gostei, gozei
Sou Bi, sou free, Sou tri sou gay
Cheguei na Boate e ao som do bate cabelo eu vi
Não sei o que senti
Mona aguenda o que vi

Senti um calor e na pista desci ao som do dJ me liberei

Te olhei e percebi, que aqui posso ser Free
Dança comigo, sente meu som
Dança comigo, e sente o que é bom
No bate cabelo na pista senti
Seus lábios aos meus senti que sou free

Beijei uma mulher (risadas)

Um gosto bom eu senti
Eu posso ser livre ou posso ser Bi

Vem DJ coloca o bate cabelo

Vem DJ aqui todo mundo é free
É homem com homem arrasa as bee

Sinbora DJ que eu quero cantar

Mulher com mulher é bom de beijar
Se joga na pista e venha ser free
Bate cabelo comigo é assim”