terça-feira, 20 de março de 2012

Filme nacional resgata o brilho das discotecas e traz beijo gay com Mateus Solano

Loading
Dia 30 estreia uma produção nacional de primeira. "Novela das 8" se passa em 1978, no auge das discotecas (impulsionado pela novela das 8 da época, Dancin' Days).



Amanda (Vanessa Giácomo), uma é prostituta viciada na novela que sonha ser uma das personagens de “Dancin’ Days” e sua empregada, Dora (Claudia Ohana), são obrigadas a fugir. Dora é uma presa política, que foi torturada e passou muitos anos se escondendo em São Paulo, mas decide voltar ao Rio para lutar pelo que deixou para trás. Nessa jornada pelo Rio de Janeiro, elas encontram o diplomata João Paulo (Mateus Solano). A história se passa num momento muito importante da história do Brasil, durante a Ditadura Militar, época em que a liberdade era questionada.


No enredo do filme, vários questionamentos sobre liberdade artística, política e sexual. No filme a descoberta sexual é contada na história de João Paulo (Mateus Solano) que se envolve com Caio, personagem do ator estreante Paulo Londra.

O ator contou em uma entrevista ao G1 como foi fazer uma cena de beijo gay:

"Gostei muito do resultado. Vi no próprio dia da gravação, é uma cena importante porque ainda é um tabu, e a gente estava preocupado como ficaria. (...) É chiquérrima, mostra um tesão e um desejo que se vê em qualquer casal. Tem até uma masculinidade, uma pegada. São dois machos se pegando. Acho muito bonita´".





O filme deve estrear em todo país no dia 30 deste mês e tem direção do estreante Odilon Rocha. Odilon Rocha graduou-se em Filme e Televisão pela London School of Communication e tem mestrado em longa-metragem pela Goldsmith College da University of London. Dirigiu os curtas La Sonnambula e La Dolorosa, Festival do Rio 2008. Este é seu primeiro longa-metragem, co-produzido por sua empresa Cria Film(e)s. O diretor vive e trabalha em Londres, Berlim e São Paulo.