terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

ColunaZs - “Bicha Velha”

Loading


Como já publicado aqui no MuZa, Christopher Plummer ganhou o Oscar por sua atuação em “Toda Forma de Amor” (Beginners). No filme, ele retrata um homem que decide, aos 70 anos de idade, assumir sua homossexualidade.

Você já pensou em como é ser um gay idoso? Não digo como será para nós, jovens gays da atualidade, quando envelhecermos. Mas sim para os que já são idosos. Como é, e como foi, a vida de um gay, de uma lésbica e das demais letras da sigla?

Para começar eles viveram em um tempo com muito mais preconceito do que hoje. A possibilidade de auto preconceito é maior, inclusive. Se hoje várias pessoas se sentem mal por serem homossexuais, imagine 40, 50, 60 anos atrás. A vida de fingimento a qual muitos se condenaram. Logicamente alguns foram contra as crenças impostas e levaram sua vida da forma mais natural possível, além de também lutarem por seus direitos.

Para eles a vida não ficou mais simples com o passar do tempo. Apesar da ainda existente homofobia, nós conquistamos inúmeros direitos e certo respeito da sociedade, mas a realidade para quem tem mais idade é diferente. Se assumir aos 70 anos, como mostrado no filme, não é simples. A pessoa provavelmente já tem filhos e até netos, uma família que foi criada com a ideia que essa pessoa era heterossexual. Além do preconceito que muitos homossexuais tem. Quantas ‘brincadeiras’ maldosas você já não ouviu a respeito da ‘bicha velha’, ou quantas você mesmo já não fez?

Mantenho minha posição a respeito do humor. Piada não deve ser levada a sério, e sim como uma simples piada. Mas existem linhas que não devemos cruzar. O que começa como piada pode, mesmo que sem querer, acabar se tornando uma fala preconceituosa. Então, cuidado.

Homossexuais não surgiram com o passar do tempo, homossexuais fazem parte da história da humanidade. Toda geração possui homossexuais, assim como todas as gerações possuíram, e possuem, negros e mulheres. O que nem todas as gerações possuem são os direitos iguais.

Seja pelo conflito interno, por ‘pressão’ familiar, preconceito dos amigos, o motivo que seja, idosos homossexuais, em sua maioria, ainda enfrentam preconceitos fortes. Em alguns casos mais fortes do que as novas gerações.

Já disse isso várias vezes e repetirei novamente. Se queremos direitos iguais, devemos querer para todos. Não podemos ignorar um certo grupo de pessoas, ou nos dar ao luxo de esquecer sua existência.

*Becha Má é twittera toda trabalhada no veneno purpurinado. The Bitch says: follow my ass!