quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Cláudia Leitte é convidada para ser madrinha de Parada Gay e fala sobre frase infame e casamento gay

Loading

Bee! Um dos momentos mais delicados, controversos e inesquecíveis da carreira da cantora Cláudia Leitte, foi sua declaração em 2008. Na qual ela disse que adorava os gays, mas preferia que seu filho fosse macho, ao ser questionada por Léo Áquilla sobre a possibilidade de seu filho ser gay. Quase 4 anos depois, parece que a imagem da cantora, desde então abalada com o público gay, parece ter sinais de melhora...

Cláudia Leitte foi convidada pelo Grupo Gay da Bahia (GGB) para ser a madrinha da 11ª Parada Gay de Bahia, que acontece em Salvador no dia 9 de setembro. Em uma entrevista, a qual você pode ver abaixo na íntegra, Cláudia confirmou o recebimento do convite, que sente honrada, e disse que sua participação só dependerá de como andará sua segunda gravidez. Ela também foi questionada sobre como anda sua relação com o público gay desde sua infame declração de 2008. A cantora não respondeu diretamente a pergunta, mas disse que a partir do entendimento de que o outro é um ser humano as relações melhoram, no que é preciso entender e valorizar o outro ser humano. Por fim, ela ainda falou sobre o casamento gay. Cláudia disse que tem vários amigos gays e que não espera um reconhecimento religioso desse tipo de relação, mas legal/jurídico sim. “Tenho amigos que vivem juntos há 15 anos... a lei não preserva as conquistas que eles fazem juntos”.

Abaixo, você pode ver e ouvir a entrevista na íntegra.