quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Nova campanha do Ministério da Saúde no combate à AIDS tem foco nos jovens gays

Loading






People! Hoje é o Dia Mundial de Luta contra a AIDS. Assim, é um bom momento para refletirmos sobre a doença, o preconceito que a envolve e sobre como anda nossa vida sexual. Para ajudar na reflexão, o Ministério da Saúde lançou a Campanha “Atitude contra a Aids”. Acima, você pode ver o vídeo oficial da Campanha.

O foco desta vez são os jovens gays, com idade entre 15 e 24 anos. Segundo relatório divulado esta semana houve um aumento nesse grupo. Em 1990, a AIDS correspondia a 25,2% dos homens infectados nesta faixa etária. Em 2011, o número é quase o dobro: 46,4% de infectados.

Outro grupo com aumento significativo foi o das mulheres entre 13 e 19 anos. Essa faixa de idade é a única em que há mais mulheres infectadas pelo HIV do que homens. Geralmente, segundo o relatório, as meninas dessa idade acabam cedendo à pressão do parceiro e m fazer sexo sem camisinha.





Dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Minas Gerais mostram a notificação de 1.723 casos de Aids neste ano, até novembro. Foram 1.180 homens e 543 mulheres infectados. Na classificação dos pacientes, 51,18% são heterossexuais, 15% homossexuais e 4% bissexuais. Entre os 30% restantes, estão hemofílicos, infectados em transfusões e bebês infectados pelas mães.

Na página oficial da nova Campanha do Ministério da Saúde no Facebook há mensagens como: “Apoiar uma causa como esta é banir o preconceito. É se informar e informar a quem você ama. Para partcipar não basta ter conhecimento. Precisa de ATITUDE” e “Na maioria das vezes o preconceito surge pro falta de informação. A AIDS pode afetar a qualquer um, tem tratamento e o apoio da família e dos amigos é essencial. Deixe o preconceito de lado, sem ele, mais pessoas se previnem”.