terça-feira, 6 de dezembro de 2011

ColunaZs – “It´s Britney, Kid”

Loading
Olá meus amores. Para esta semana eu tinha dois temas maravilhosos, um deles já foi publicado e o outro eu resolvi guardar na bolsa, em breve eu escrevo sobre ele aqui.

Hoje nós vamos falar de alguém muito especial para mim, BRITNEY! Minha linda entertainer, que passou por milhares de fases, completou 30 aninhos sexta passada (02/10/11). Já são 13 anos de carreira como cantora e entertainer, e cerca de 22 anos de carreira artística.

Pois é Brasil, com 8 aninhos a mini Neide já subia aos palcos, menores, mas já subia. Aos 10 ela participou de um programa de talentos, Star Search. Aguilera, Timberlake e Destiny'sChild participaram do mesmo programa. A seguir você encontra uma performance completa e mais 24 segundos de uma segunda apresentação:









The Mickey Mouse Club voltou nos anos 90, e em 1993, Britney, Justin e Christina entraram para o elenco do programa. Britney tinha 12 anos e já estava com seus coleguinha, futuros super stars. Mais um minutinho e meio pra você:







O Show foi cancelado em 94, então Britney voltou para Kentwood. Em 97 ela já estava em contato com um empresário, Lou Pearlman, com o objetivo de se juntar ao grupo feminino Innosense - Achei irônia. Após conversar com Larry Rudolph - empresário de Brit por boa parte de sua carreira – e lhe enviar uma fita de Britney cantando Whitney no Karaoke, ficou decidido que apresentariam a adolescente para gravadoras, Britney gravou no estúdio uma demo oficial. Foi repetidamente recusada, pois o mercado queria bandas como Backstreet Boys e Spice Girls, e “não haveria outra Madonna”- se isso for critério pra contratar alguém, olha...

A Jive assinou o contrato com a Neidinha. O vice presidente sênior da gravadora disse: “ É raro escutar alguém dessa idade que possa entregar conteúdo emocional e apelo comercial”. Ela trabalhou com Eric Foster durante um mês, acredita-se que foi aí que sua voz foi moldada para este padrão Britney, os gemidos, a respiração, tudo foi alterado e repensado. Então o presidente da gravadora pediu por um álbum completo e a partir daí você já conhece a história.

Britney passou por muitas fases desde o começo de sua carreira, aos 8 anos, mas desde que seu primeiro single explodiu ela jamais deixou de obter sucesso comercial. Teve todos os tipos de problemas em um período muito curto, voltou como poucas pessoas seriam capazes.

Hoje, com 30 anos continua fazendo lipsync – já perdemos o direito de reclamar anos atrás – não dança como antes, mas ainda entrega álbuns de alta qualidade e continua uma grande entertainer. E vale lembrar que no mundo pop, o lado entertainer prevalece, é um mundo que vai muito além da música, Michael era um ótimo cantor e um entertainer fora de série, Madonna jamais foi uma super cantora e só perde para Michael no quesito entertainer. Obvio que ela ainda está longe de ambos, todos estão longe do Rei e da Rainha. São apenas exemplos da diferença que esse lado faz.

Britney sabe cantar, já cantou até opera (episódio 4 do Reality Show Chaotic), já cantou live algumas vezes, mas sempre usou e abusou do playback, mas quem liga?! Queremos Britney, ela, nos entretendo. Queremos a eterna princesa que beijou Madonna, que foi para o fundo do poço e voltou. A artista que vendeu mais de 100 milhões de cópias. A garota doce que encanta.

Por muitos anos ela ainda poderá falar “Oops!... I Did it Again”

It’s Britney, Bitch!

* Becha Má é twittera toda trabalhada no veneno purpurinado. The Bitch says: follow my ass!