quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Frase – Deputado Bolsonaro questiona sexualidade da presidente Dilma

Loading
“Dilma Rouseff, pare de mentir! Se gosta de homossexual, assuma! Se o seu negócio é amor com homossexual, assuma, mas não deixe que essa covardia entre nas escolas do primeiro grau!”,


do Deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), em discurso na tribuna da Câmara, nesta quinta-feira. Mais uma vez ele chama a atenção pelo seu discurso preconceituoso, machista e estúpido. E agora Dilma? O que fazer com um político desses? Lamentável é pouco diante de tal triste personalidade política. Claro, que em seu discurso, ele também repetiu as críticas em relação as políticas pró-homossexuais, como kit que pode ser distribuído às escolas sobre diversidade sexual. Abaixo, você pode ver o vídeo na íntegra (se tiver estômago).

Segundo uma nota divulgada no site PT no Senado a vice-presidente do Senado, Marta Suplicy (PT-SP), ficou indignada (como muitos). Ela cobrou “providências enérgicas” do presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), contra o que considerou “quebra de decoro parlamentar”. Ela declarou: “Eu não sei nem o que dizer de tão absurdo... Além de repetir, ele deu um passo além. Como mãe, mulher, senadora e vice-presidenta desta Casa, peço ao presidente Marco Maia tome providência enérgica. É preciso dar um freio de arrumação, houve falta de decoro parlamentar. Ele tem ofendidos pessoas, cidadãos comuns e, agora, a própria presidenta da República. Marta ainda explicou que não considera ofensivo referir-se a alguém como homossexual, mas lembrou que a orientação sexual “é uma questão de foro íntimo das pessoas”.