terça-feira, 9 de agosto de 2011

ColunaZs - “Dia do Homofóbico Enrustido”

Loading



O título parafrasea nossa querida Dani Calabresa, no Furo MTV, falando a respeito dessa aprovação descabida. Se não viu o vídeo, veja no final do texto, na íntegra.

O tal “Dia do Orgulho Hétero” já causou um bafafá tremendo, e agora é vez da Tia dar um parecer a respeito. Primeiramente: WHAT THE FUCKING FUCK?

Não sei o quão inteirados vocês estão a respeito do assunto. Se souberem pouco, recomendo uma pesquisa. Não vou ficar explicando muito a fundo a criação do dia.

Comecemos nossa reflexão. O Orgulho Gay foi criado para que? “A palavra orgulho é usada neste caso como um antónimo de vergonha, que foi usada ao longo da história para controlar e oprimir indivíduos LGBT. Orgulho neste sentido é uma afirmação de cada indivíduo e da comunidade como um todo. O moderno movimento de orgulho gay começou após a Rebelião de Stonewall em 1969, quando homossexuais em bares locais enfrentaram a polícia de Nova Iorque durante uma rusga inconstitucional.” Wikipedia salvando vidas! Resumindo, o “Orgulho” é para deixar claro que não se deve ter vergonha de ser LGBT, que a homofobia deve se extinguir, que as agressões em razão de sexualidade são infundadas. Onde entra o “Orgulho Hétero” nessa história? Quem apanha por ser hétero? Que hétero é reprimido por andar na rua de mãos dadas? Onde, na nossa sociedade, hétero e vergonha são usados como sinônimos?

“Vereador que propôs a data diz que é lei é protesto contra "excessos e privilégios" dos homossexuais"Esse é o título de uma matéria do site Terra. Ao ler isso me perguntei, quais são os nossos privilégios? Tirando que a maioria absoluta dos homens bonitos e bem arrumados são gays, nós só temos desvantagens. Brincadeiras a parte, quero que me citem uma única vantagem que possuímos, uma! E a Parada Gay não conta, uma vez que ela é a manifestação festiva do Orgulho Gay, um simbolo da nossa luta por igualdade.

Como bem disse Dani Calabresa, ou o roteirista do Furo, “O que os vereadores de São Paulo aprovaram não foi o ‘Dia do Orgulho Hétero’ e sim o “Dia do Homofóbico Enrustido’ “. Afinal, esse dia nada mais é do que uma desculpa para desmerecer um movimento importante, em um sociedade com número crescente de crimes homofóbicos.

Já me disseram o seguinte:“Por acaso agredir um homossexual é pior do que agredir um hetero, assassinar um homo é pior que que matar um hétero?”Eu respondi: “Claro que não. Toda agressão é ridícula. Mas quantas das agressões e assassinatos de héteros foram motivadas pela heterossexualidade deles? Porque muitos crimes são motivados pela homofobia.” É como já disse no twitter: “A partir do momento que héteros sofrerem preconceito, por causa da sexualidade, eu apoiarei o Orgulho Hétero.”

Acredito piamente que um dia o “Orgulho Gay” entrará para a história como um grande movimento que nos ajudou a conquistar a igualdade, que talvez nós ainda o festejemos ou apenas lembraremos de sua existência com gratidão, pois a forte movimentação não será mais necessária. Mas ela ainda é, ainda sofremos preconceito, ainda somos agredidos sem motivos, ainda morremos por sermos que somos.

E falar que “falta homem hétero, tá todo mundo virando gay” é uma justificativa ainda mais porca para a criação de um dia tão estúpido.

Me sinto extremamente desrespeitada. O dia em si é uma tremenda expressão de homofobia, uma vez que ele vai contra todos os fundamentos da criação do Orgulho Gay. O que falta nesse mundo é um Orgulho Humano, respeito, igualdade de direitos. Faltam pessoas capazes de pensar e sobram preconceituosos enrustidos – assumidos também - que se escondem atrás de pretestos ridículos, que expoem sua intolerância de formas cada vez mais absurdas.

Já me disseram que a esperança é a última que morre e a primeira que mata. Mas hoje o homofóbico é útimo a ser punido e o gay é primeiro a ser assassinado.





* Becha Má é twittera toda trabalhada no veneno purpurinado. The Bitch says: follow my ass!