terça-feira, 26 de abril de 2011

ColunaZs – “Titia quer ser papai”

Loading



Titia quer ser papai!
por Becha Má*



Isso mesmo meus little fagslindos, quero ser pai, não agora, ainda tenho muito que “aproveitar”... se é que vocês me entendem. Mas, assim com a maioria de meus viadinhos, eu quero ser pai um dia. E lógico que um casal tendo um filho ainda causa polêmica, somos mais polêmicos quando fazemos as coisas mais comuns, vai entender...

Algumas das frases que já ouvi quando disse que queria ter Bechinhas correndo pela casa:

“A criança criada por um casal homossexual fica confusa, isso está errado.” Ahhh... Vai chupar a Hebe, vai! Fui criada por um casal heterossexual, issotambém não deveria estar errado? A lógica deveria se aplicar nos dois casos. E para completar muitos gays são criados por casais homofóbicos, isso sim está errado. Um casal gay faz questão de ensinar aos filhos, o que muitos casais “convencionais” esquecem, que existe diversidade e que esta deve ser respeitada. Mas é claro que a educação dada aos filhos depende de quem são os pais e não da sexualidade deles.

“Toda criança precisa de uma mãe” Essa é dita para os casais de homens... E quanto as crianças cujas as mães morreram no parto, ou muito cedo, e tem pais que não se casam novamente? Elas também crescem “sem mãe”, mas será que que crescem sem amor? Não acredito que seja assim. Claro que a ligação mãe e filho é inexplicável, mas muitas crianças crescem apenas com um pai, ou com uma mãe que não lhe dá carinho. E ter dois pais nem sempre tira a mãe da equação, muitas vezes a criança possui dois pais e uma mãe, ou duas mães e um pai. Este é outro tabu que pode ser derrubado, o importante é a criança ter quem lhe dê amor e educação.

“Deus reprova esse tipo de abominação” Argh, quando você tiver capacidade de pensar sozinho a gente volta a conversar. PRÓXIMO!

Tabus sempre existirão, mas cabe a nós eliminar um por por um com nossas armas coloridas e carregadas de amor. Então preparem-se soldados, pois existem muitos e batalha será pesada.

Existe muito mais do que a sexualidade de um casal quando se educa um filho. Na verdade a sexualidade é o que menos importa nesta equação indefinida, que tem como elementos esseciais: amor, respeito, carinho, valores e limites.

Eduque bem uma criança, coloque um cidadão melhor no mundo.

P.s.: Vocês conseguem imaginar minhas crianças? Só uma dica, eu sou a personal stylish do Kingston Rossdale, filho da Gwen Stefani. Ele é meu treinamento, meus filhos serão um A-H-A-Z-O!

*Becha Má é twittera toda trabalhada no veneno purpurinado. The Bitch says: follow my ass!